Arquivo da categoria 'Entrevista'



Postado por Laís Entrevista da autora Jamie McGuire para o site UOL.

Em sua passagem pelo Brasil, quando esteve no Rio de Janeiro, a autora Jamie McGuire concedeu uma entrevista exclusiva para o site UOL. Confira:

Por que você acha que consegue vender tantos livros no mundo inteiro?

Acho  que não gosto de ler um livro inteiro esperando alguma coisa acontecer no final, gosto de ler livros que tenham coisas e tramas acontecendo a todos os momentos. Tenho um pouco de desvio de atenção e, por isso, gosto de ler novelas que sempre mostram coisas surgindo no meio. E acho que é justamente por isso que faz com que elas gostem tanto e continuem lendo meus livros até o final.

Como você se descobriu neste gênero new adult?

Eu não sabia o que era exatamente o new adult quando comecei. É um estilo novo, ninguém nunca tinha escrito histórias sobre a época do colegial e, quando escreviam, era algo mais de autopublicação. Os editores costumavam dizer que leitores não queriam ler sobre personagens de colegial e eu meio que mudei essa tendência.

Por que você ama escrever?

Escrever abriu tantas portas para mim, viajo a tantos lugares diferentes, como o Rio de Janeiro. Esta é a minha primeira vez que venho. Escrever simplesmente mudou a minha vida de um jeito maravilhoso. É algo que realmente amo fazer. Depois que meu filho nasceu, tentei tirar um ano de folga da escrita, mas quando ele já tinha três meses senti que tinha que voltar a escrever de novo.

O que significa escrever para essa idade de jovens adultos?

É uma idade que curto escrever porque os personagens são jovens o suficiente para continuarem a cometer erros e bastante adultos para já entrarem em um pouco de confusão… (risos)

Acho que é um momento de muitas primeiras vezes, o seu primeiro amor, a sua primeira vez de fazer sexo, talvez a primeira vez de se mudar e morar sozinho, abrir suas asas e explorar sua independência.

Você pode explorar pontos para esta idade como sexo, bebida, drogas, virgindade. É importante ter livros para jovens adultos e ajudar nessa transição. Assim como os filmes tem as suas classificações. O estilo young adult é tão vasto e eu não quero que meu filho de 12 anos leia a mesma coisa que um de 17 anos leria.

Em quem se inspirou para criar o personagem Travis em seu segundo livro da série “Desastre Iminente”?

Travis Maddox foi de fato inspirado em uma pessoa real, foi um cara por quem tive uma grande queda quando tinha uns 18 ou 19 anos. Só mudei o nome, ele não se chamava Travis. Muitas das cenas em “Belo Desastre” também fizeram parte da minha própria experiência no colegial.

Travis é um bad boy que vive mudando de garotas e acho que a heroína no livro tem quase que uma troca com a leitora. Elas vêem que a heroína são elas mesmas. É por isso que se apaixonam pelo Travis…

Recentemente você teve os direitos de “Belo Desastre” comprados pela Warner Bros para virar filme…

Já faz um tempo isso, é uma opção da Warner Bros fazer um filme. Eles compraram os direitos. Até onde sei, já tem o produtor Donald De Line (há mais de 20 anos na indústria cinematográfica e que já produziu “Lanterna Verde” de Martin Campbell, “Uma saída de mestre” de F.Gary Gray com Edward Norton e “Rede de Mentiras” com Leonardo DiCaprio e Russell Crowe). Ainda não tem diretor, mas a roteirista é a Julia Hart (“The Keeping Room”). Ainda está em aberto o que irá acontecer.

Você tem ciúmes de seus livros quando pensa que podem virar filmes? Receia que sejam distorcidos?

Para um autor, acho que tudo em um livro é importante e não deve ser esquecido. Você já sabe as cenas que os leitores gostam e as falas que eles gostam. Acho importante seguir o livro e levar para as telas o que os leitores gostam quando lêem os livros. É muito importante não trair essa relação com os leitores. Se for feito um filme, gostaria que fosse feito de uma forma que o leitor saia do cinema com uma sensação boa.

Você gostaria de ajudar na escolha do elenco e dar pitadas no filme de “Belo Desastre”? Pensa em alguém para viver Travis no cinema?

Acho que todo autor gostaria de ser consultado, mas nem sempre é. Decidi que sim, gostaria de ser consultada com mais frequência. Não vejo muito TV, acho que pode ser alguém não tão conhecido, mas tem que ser alguém com várias aptidões para atuar, pois muitas vezes Travis é sensível e outras ele é até um pouco assustador com mágoas que está sempre lutando. Tem que ser alguém que consiga mostrar todas as emoções do Travis.

Como se comunica com os fãs? Consegue manter contato frequente com as centenas de seguidores?

Eu os torno parte do meu dia-a-dia. Escrevo, depois faço um intervalo, fico online, vejo meu Twitter, meus emails e Facebook. Sempre. Depois volto a escrever por mais algumas horas e faço tudo de novo. Gosto de ficar em dia, acho que se alguém tira tempo para me procurar, eu devo e irei dedicar parte do meu tempo para responder.

Quais são seus próximos romances? Pretende seguir com a série dos irmãos Maddox?

Estou sempre escrevendo novos livros. Tenho dezenas de livros na minha cabeça e preciso colocar no papel agora. Tenho idéias para livros, títulos e personagens e agora tenho que fazer um por vez.

O próximo que está para sair é “Belo Casamento”, que é sobre o casamento de Travis e Abby. Levei nove semanas para escrever. (Fora lançado em dezembro de 2013 nos EUA e em 2014 no Brasil.)

“Belo Casamento” é um livro que preenche os vazios e brechas que deixei em “Belo Desastre” ou “Desastre Iminente”. Nunca escrevi sobre casamento em nenhum dos livros. É algo que sentia que devia aos meus fãs.

Travis tem quatro irmãos e eu pretendo escrever um livro para cada um deles. Mas agora estou trabalhando em um livro chamado “Apolonia”. É um romance de ficção científica new adult, a primeira vez que escrevo sci-fi. É um pouco mais obscuro em relação ao que eu já escrevi antes, a heroína tem um passado que teve que sobreviver. Isso reaparece muitas vezes na novela e você acompanha passo a passo ao longo da leitura.

Qual a diferença de escrever sci-fi em si e a ficção cientifica para new adults?

O diferente nos meus livros é que eu sempre foco nos relacionamentos, pode ser de zumbis, sci-fi, paranormal, ou um romance contemporâneo, mas você sempre vai virar a página e saber que vai ter uma história com relacionamentos entre personagens. Todo o resto, cenário e tempo são secundários.

Comecei a escrever há dois meses “Apolonia”. Quando escrevo livros os vejo como um filme na minha cabeça e tento fazê-los como se estivesse vendo um filme.

new adult é relativamente novo no Brasil, mas já existem muitos autores deste estilo. Você acha que as pessoas podem se cansar de ler esse gênero?

Acho que o new adult é ainda muito novo, tornou-se popular nos EUA há alguns anos e o “Belo Desastre” foi um dos primeiros livros lançados. Mas acho que o mercado já está realmente saturado nesse momento. É típico que isso aconteça. Quando alguma coisa funciona, as pessoas querem escrever e querem entrar nesse mercado. Elas se inspiram e começam a escrever o seu próprio livro.

A indústria tem altos e baixos, assim como a série do Crepúsculo, teve um grande boom e agora não são muitos os que continuam lendo.

Você receia que seus livros não sejam mais lidos?

Por isso eu escrevo dramas diferentes, a popularidade pode ir embora. Por que ficar estagnada em apenas um drama?

Pretende escrever alguma biografia de alguma personalidade?

Se algum dia escrever uma biografia seria certamente a minha. Então seria uma autobiografia.

Escrever sobre a vida de alguém não me interessa muito. O que eu posso fazer é tentar passar algum fato realista de alguém para a ficção, isso sim, mas escrever não ficção realmente não me interessa.

Eu tenho pensado já nisso há algum tempo (em fazer uma autobiografia), mas acho que ainda tenho muita vida pela frente. Quero esperar para fazer tudo antes, ter todas as experiências e depois, mais para frente na vida, eu escreveria uma autobiografia.

Postado por Jaqueline Entrevista: Jamie McGuire  para o Grupo Editorial Record

Em 2013, o Grupo Editorial Record realizou um concurso em que alguns leitores poderiam enviar perguntas para Jamie McGuire. As sete melhores renderiam uma entrevista com a autora, confiram abaixo as vencedoras:

Fiquei sabendo que os direitos foram comprados pela Warner. Quais atores você acha que se enquadrariam melhor para interpretar o Travis e a Abby? Andressa, Santo André
A Warner Bros adquiriu os direitos de Belo Desastre/Desastre Iminente por 18 meses, e o prazo termina em fevereiro. Até agora, o roteiro foi escrito e pelo que ouvi por último, eles estavam escolhendo um diretor. Eu não tenho uma imagem especifica para Travis e Abby, mas eu sei que o estúdio vai escolher os melhores atores para os papéis.
No primeiro livro, você conta o início do relacionamento entre Travis e Abby, e como eles vão resolvendo seus problemas. Por que lançar um livro contando a história pelo ponto de vista dele, e não dar continuidade ao romance entre eles? De como eles estão alinhando o casamento com a faculdade e outras responsabilidades no dia a dia de um casal?

 Gabriela Malaquias, Salvador
Depois de anunciar que eu não escreveria uma continuação para Belo Desastre, um fã me pediu para escrever o ponto de vista do Travis, então eu fiz. Eu não acho que Belo Desastre precise de uma continuação. Eu amo a forma como ele termina.
O que você diria para uma garota como Abby que acaba de se apaixonar por um cara como o Travis? Maria Clara, Olinda
Uma garota como Abby não aceita conselhos. Esse é provavelmente o motivo dela ter continuado com Travis 😉
Jamie, para construir o personagem do Travis Maddox, você teve alguma inspiração de alguém que conhecia/conheceu? Carla Schwartz, São Gonçalo/RJ
Sim! Travis foi baseado em um cara pelo qual tive uma queda no colégio.
A relação entre Travis e Abby é muito intensa e nem sempre “saudável”. Como é dito no livro, eles são um belo desastre. Mas você se preocupou com a mensagem que passaria para os leitores – especialmente os mais jovens, mesmo que o livro não fosse para eles? Você se preocupou em ser mal interpretada? Outra pergunta: Como leitora, o que você espera de um livro? O que leva você a ler e apreciá-los? Frini Georgakopoulos, Rio de Janeiro
Eu nunca planejei publicar Belo Desastre. Foi escrito apenas para mim, então não, eu não me preocupei com a mensagem que estava passando. Eu acho que é importante contar a história de pessoas tão conturbadas. Existem mais humanos conturbados no mundo que perfeitos.

Eu preciso de um livro que me pegue nas primeiras páginas e não me deixe largar nunca mais. Estou ocupada escrevendo meus próprios livros e sendo mãe, então se eu não sinto que realmente PRECISO ler isso, eu não leio.
Qual foi sua maior dificuldade ao desenvolver o enredo do novo livro?Carolina Gama, Rio de Janeiro
Encontrar o equilíbrio entre contar a história com as cenas favoritas dos leitores, pelo ponto de vista do Travis, e escrever material novo.
Como foi saber da grande repercussão de Belo Desastre, assim como Desastre Iminente, aqui no Brasil? Você imaginava fazer todo esse sucesso mundialmente?

 Thaisy Permann, Campinas/SP
Sinceramente, eu ainda não consigo acreditar. Eu nunca pretendi publicar Belo Desaste. Eu não segui nenhuma regra ou fórmula. Eu apenas escrevi e de alguma forma o livro falou com as pessoas. E eu fico muito orgulhosa que tenha acontecido! Fez meus sonhos se tornarem realidade.
Fonte
Postado por Jaqueline Chat: Jamie McGuire responde a perguntas de fãs em seu Facebook.

No dia 25 de Setembro de 2013, Jamie McGuire fez um Chat com os fãs em sua pagina no Facebook. Confira algumas perguntas e respostas traduzidas logo abaixo.

Fã: Quem seria o ator ideal para interpretar Travis Maddox?
Jamie: Já vi vários que eu gostaria, mas vou ficar de elenco neutro.

Fã: Que informações você pode nos dar sobre os livros dos irmãos Maddox?
Jamie: O livro de Trent vai ser o primeiro, e depois Thomas. Trent tem muito menos controle do que Trav, por isso deve ser um passeio selvagem!

Fã: Quando é que vamos ter as outras histórias dos garotos Maddox?
Jamie: O livro de Trent tem lançamento previsto para outono de 2014.

Fã: Quando nós teremos o filme?
Jamie: O roteiro de Belo Desastre já foi escrito. Esse é o único progresso até agora.

Fã: Você consegue se lembrar o momento exato em que você teve a ideia de escrever Belo Desastre?
Jamie: Sim. Eu estava sentada na cama, com meu laptop no meu colo, ouvindo “C’mon, C’mon” do Von Bondies, e eu comecei a escrever. Eu realmente não tive a “ideia” de Belo Desastre, ele apenas correu para fora de mim e aconteceu como aconteceu.

Fã: Será, Que vamos ter uma história sobre América e Shep?
Jamie: Eu não tenho quaisquer planos para dedicar um livro para eles neste momento

Fã: Será que Travis e Beija-Flor vão fazer uma aparição nos livros dos irmãos Maddox?
Jamie: Sim.

Fã: Travis Maddox (inspiração) era um jogador real na faculdade?

Jamie: Sim.

Fã: De onde vem o o apelido Pidgeon (Beija-Flor)? Teve algum significado na sua vida, ou foi apenas para o livro?Jamie: Eu estava assistindo A Dama e o Vagabundo com as minhas filhas uma noite, e o Vagabundo a chamou de Pidge. Eu apenas pensei que era tão adorável e você não o ouve muitas vezes, então eu usei.

Fã: Você consideraria fazer um livro sobre a vida da Abby? Ou mesmo sobre o pai de Travis passando por perder sua esposa e criar os meninos?

Jamie: Eu gostaria de explorar um spin-off para Abby.

Fã: Qual é a primeira coisa que você faz depois de escrever a última frase de um livro?
Jamie: Correr para a sala de estar e dizer a todos que eu terminei!
Fã: Por que você escolheu uma borboleta para ambas as capas dos livros, Belo Desastre e Desastre Iminente?
Jamie: Significa o “Belo” do primeiro título, e “Libertação” no segundo.
Fã: Teremos mais livros sobre o Travis?
Jamie: Não, mas ele vai ter participações nos livros dos irmãos Maddox.

Fã:
Depois de ter terminado Belo Desatre e Desatre Iminente, você teve vontade de mudar alguma coisa? Mesmo uma pequena coisa?
Jamie: Sim.
Fã: Quando é que vamos começar a ler teasers do livro de Trent?
Jamie: Eu não vou começar a escrever o livro de Trent até Janeiro, e vai ser lançado no outono de 2014, então provavelmente mais perto de data de lançamento.

Fã:
Você está feliz com o roteiro do filme, de como vamos vê-lo na tela grande?
Jamie: Eu estou ansiosa para discutir o roteiro com o produtor AMANHÃ!
Fã: O que você mais se orgulha na sua carreira?
Jamie: Ser capaz de trabalhar em casa e dar aos meus filhos as coisas que eu nunca tive.
Fã: Você instantaneamente se apaixonou pelo Travis como o resto de nós?
Jamie: O homem que inspirou Travis? Absolutamente.
Fã: O que te inspirou a escrever Belo Desastre e Desastre iminente?
Jamie: Minha experiência na faculdade e um cara que eu tinha uma grande paixão enquanto estava lá.
Fã: Que livro você mais gostou de escrever Red Hill ou Desastre Iminente?
Jamie: Red Hill (de longe!)
Fã: Eu queria saber o que aconteceu com Toto? Ele foi negligenciado muitas vezes!
Jamie: Só porque eu não escrevi sobre ele o tempo todo, não significa que ele não foi cuidada por behind the scenes.
Fã: Será que a pessoa que à inspirou, sabe que o Travis foi inspirado nele?
Jamie: Não, ele não sabe. Eu não acho que ele saiba que eu escrevo livros
Fã: Então, Shepley e América vivem felizes para sempre um com o outro?
Jamie: Sim.
Fã: Como um jovem autor, você me inspira muito… Quem inspira você?
Jamie: Stephenie Meyer me inspirou a começar a escrever. Eu amei o seu estilo de escrita.
Fã: Que livro de Stephanie Meyer te inspirou?
Jamie: Dela, a Saga Twilight.
Fã: Alguma vez pensou que Belo Desastre ia ser um sucesso tão grande para os leitores? Quais são seus sentimentos em relação ao livro tornar-se um filme?
Jamie: Não, eu nem sequer pretendia publicá-lo. Eu não acho que ele tinha um enredo bastante forte. Eu estava completamente surpresa com a recepção que recebeu. Eu adoraria Belo Desastre como um filme, sendo feito de uma forma que é gratificante para os leitores.
Fã: Quem é seu personagem favorito que você escreveu até agora?
Jamie: Eu amo Skeeter em Red Hill e Bex na série Providência. Eu também sou parcial para a América, e, claro, Travis.
Fã: Quem é seu personagem favorito para escrever?
Jamie: Geralmente personagens secundários como Skeeter (Red Hill), Bex (Providência) e América (Belo Desastre)
Fã: Que livro teve mais impacto sobre você?
Jamie: Crepúsculo me inspirou a começar e tem sido o catalisador para cada coisa boa que aconteceu comigo desde 2009.
Fã: Por que você está escrevendo sobre os irmãos do Travis? Pessoalmente, não tenho nenhum interesse neles então eu estou curioso para saber por quê?
Jamie: Porque muitos dos meus fãs têm interesse neles.
Fã: A história de Travis acabou?
Jamie: Sim, a história de Travis e Abby acabou.

Para conferir as demais respostas do chat da Jamie, sobre seus outros trabalhos, inspiração e sua vida clique aqui.

Postado por Jaqueline Entrevista: Jamie McGuire para o blog ‘Minha Vida Por Um Livro’

Em Fevereiro de 2013, a autora Jamie McGuire concedeu uma entrevista para o blog Minha Vida Por Um Livro. Nela, Jamie contou um pouco sobre a popularidade e inspiração para criar Travis Maddox e o que a levou a escrever Desastre Iminente. Jamie também falou sobre seus próximos projetos e a possibilidade de escrever um spin-off sobre a vida de Abby. Confira a entrevista traduzida abaixo:

 

Marina: Travis é um fenômeno entre as leitoras. Mulheres do mundo inteiro se apaixonaram pelo personagem (eu, por exemplo). Você se surpreendeu com a popularidade do Travis? E qual a razão para ele ter tanto poder sobre os leitores?
Jamie McGuire: Eu não estou surpresa porque ele é a minha fantasia, mas fico feliz que outros se sintam da mesma forma que eu. Travis está longe de ser perfeito. Ele tem muitos defeitos e acho que isso o torna mais real para os leitores.


Marina: Quando uma amiga descobriu que eu a entrevistaria, ela me fez prometer que eu faria a seguinte pergunta: Travis foi baseado em uma pessoal real?

Jamie McGuire: Rá! Francamente, Travis foi baseado em um certo cara que eu gostei na época da faculdade. Seu charme, inteligência, filosofia e sua amizade com a Abby (e o fato de não querer arruinar tudo com um relacionamento entre os dois) e o seu jeito …pegador.


Marina: Em seu site oficial você diz ter escrito Belo Desastre como uma forma de diversão para as suas amigas. Você acha que escrever sem pressões editorias ajudou a construir uma história que soa tão original e diferente do que estava fazendo sucesso na época?

Jamie MicGuire: Absolutamente. Se eu tivesse que fazer tudo novamente, eu teria escrito dez livros antes de publicar de forma independente. Uma vez que você sabe que possui uma grande audiência, eles estão lá e você sabe que eles estão esperando para ler o seu próximo livro. É um sentimento maravilhoso, mas também traz muita pressão e eu estaria mentindo se dissesse que não afeta o meu trabalho. Em alguns aspectos afeta a minha escrita de uma forma positiva. Mas eu me preocupo muito se conseguirei escrever algo tão original quanto Belo Desastre novamente. Por que o livro foi escrito, do começo ao fim, sem pressões do tipo E se eu publicar isso e outras pessoas lerem e julgarem?”. E não só isso, eu recebi muitas ofensas por Belo Desastre. E isso está sempre como uma sombra na minha mente. Eu tive que reunir muita coragem para escrever Desastre Iminente sem me preocupar sobre o feedback negativo que eu receberia.


Marina: Quando você finalizou Belo Desastre, já tinha a ideia sólida de um livro com o ponto de vista do Travis?

Jamie McGuire: Não. Belo Desastre era um livro único e eu fiz isso de propósito, porque tinha acabado de terminar uma trilogia (o que foi uma dura lição em perseverança) e eu não queria escrever outra série. Eu comecei a escrever Desastre Iminente porque um fã sugeriu que, já que eu não tinha a intenção de escrever uma sequência, eu deveria escrever Belo Desastre pela perspectiva de Travis. Eu achei que uma ideia sensacional, pois amei ler o spin-off de Edward em Midnight Sun e sempre esperei que Stephenie Meyer terminasse.


Marina: Você tem a intenção de continuar a história de Abby e Travis?

Jamie McGuire: Não. Eu vou escrever livros para os irmãos Maddox e já considerei a possibilidade de escrever um spin-off sobre a vida de Abby antes do Travis.


Marina: Ainda sobre Desastre Iminente. Eu penso que você realmente conseguiu explicar a vulnerabilidade do Travis, enquanto escrevia o livro, você se surpreendeu com aspectos da personalidade dele que você ainda não conhecia?
Jamie McGuire: Sim. Assim como em todos os meus livros, Desastre Iminente tomou vida própria. E eu me surpreendi com as motivações por trás do comportamento do Travis.


Marina: Você e a autora E.L.James, Cinquenta Tons de Cinza, são responsáveis pelo interesse dos leitores em livros independentes. O que você pensa sobre tudo isso?

Jamie McGuire: Eu acho fantástico que os leitores estejam dando uma chance a autores independentes. Como em qualquer outra coisa, você tem que beijar alguns sapos para encontrar o príncipe, mas existem muitos autores independentes que já se provaram. Têm muitos trabalhos de qualidade lá fora, apesar da luta que vivemos em encontrar bons freelancers em edição e formatação.


Marina: Jamie, você já começou a escrever o livro de Trent e quanto podemos esperar deste Maddox em comparação à Travis?

Jamie McGuire: Não, no momento estou trabalhando em um livro chamado Red Hill. Começou como uma história sobre uma mãe separada dos filhos em um apocalipse zumbi, mas está se tornando algo bem maior que isso. Meu próximo livro será um romance de ficção-científica intitulado Apolonia. Eu começarei a escrever o livro de Trent em Janeiro de 2014, mas pode ser até mais cedo, se eu conseguir terminar estes dois livros antes. Eu ainda não estou certa de como será o livro de Trent, mas será uma louca história de amor como a que vocês experimentaram em Belo Desastre.


Marina: Os leitores brasileiros estão votando para o nome do fandom brasileiro, Beautiful-fans (meu preferido), Pigeons e Disasters. O que você acha?

Jamie McGuire: Eu gosto de todos!


Marina: Gostaria de dizer alguma coisa aos fãs brasileiros de Belo Desastre?

Jamie McGuire: Eu recebo grande apoio de vocês todos os dias! Sou muito agradecida a todos por ler e compartilhar seus sentimentos sobre “Belo Desastre”. Muito obrigada mesmo! Muito amor a todos vocês!

Página 4 de 41234